Casa

COMPRAR UMA CASA NOS EUA?

Seja como investimento, como uma residência de férias, ou mesmo se sua intenção for efetivamente se mudar, comprar um imóvel nos EUA é uma boa opção, que envolve um procedimento simples, e, com a devida atenção, muito seguro.
Em termos de agilidade, a transação não apresenta dificuldades e pode ser concluída em cerca de 30 a 45 dias, dependendo de ocorrer o pagamento à vista ou mediante financiamento, onde se exige a produção de mais documentos, mas nada que apresente complexidade maior do que a referente a aquisições aqui no Brasil.
Para dar início à realização desse sonho, tenha em mãos o seu passaporte com o visto válido.
Também, você terá de providenciar sua comprovação de renda, mediante extrato bancário, aplicação financeira ou declaração de imposto de renda, compatível com o valor do imóvel escolhido. Caso opte pelo financiamento, além dos formulários que terá de preencher, você também terá que providenciar cartas de referrência de seu banco, de seu empregador ou de seu contador, caso tenha negócio próprio.
Alguns bancos oferecem planos específicos de financiamento para adquirentes estrangeiros, em regra consistentes no pagamento de uma entrada e financiamento do saldo em até 30 anos, o que é uma vantagem enorme por se tratar de uma economia estável, com pouca flutuação no valor dos juros.
O processo será facilitado se você também providenciar a abertura de uma conta bancária nos Estados Unidos, que o auxiliará a economizar algumas taxas por ocasião da transferência dos valores, sendo necessário basicamente a cópia de seu passaporte e um depósito mínimo de cerca de 100 dólares.
É de fundamental importância que você conte durante o processo de aquisição com uma assessoria jurídica e uma consultoria imobiliária experiente para auxiliá-lo na orientação, elaboração dos documentos, escolha do imóvel, passando por toda a negociação, até a finalização do negócio.
Escolhido o imóvel, você promove a transferência do valor para sua conta nos EUA, sempre seguindo as regras do Banco Central, pois ele terá de aprovar a operação.
Com o dinheiro na sua conta estrangeira, basta fazer a transferência para o cartório, que prepará a documentação de transferência e colherá a assinatura do vendedor e só então efetuará o pagamento a ele.
Alguns cuidados, no entanto, deverão chamar sua atenção: avaliar seriamente a qualidade da construção, a existência de pendências financeiras e o elevado imposto de herança para estrangeiros.
Vários imóveis foram construídos utilizando materiais, muitos vindos da China, que contém substâncias tóxicas. Nesse caso devem ser substituídos e a reforma sairá por sua conta.
Também é aconselhável observar a procedência do imóvel, pois alguns bancos simplesmente deixam de pagar impostos e taxas sobre imóveis depois de algum tempo sem alugar e essa conta, se existir, será sua.
Ainda, é sempre bom esclarecer que o imposto de herança para estangeiros nos EUA é de 48%. Ainda que isso não seja um problema para você se preocupar, obviamente o deixará para seus herdeiros. Uma solução que tem sido utilizada nesse caso é a abertura de uma empresa nos EUA, que será a dona do imóvel. Com seu falecimento, as quotas serãotransmitidas a seus herdeiros com uma perda muito menor.
Por fim, outra providência fundamental para sua tranquilidade é contratar seguro que o protegerá de ações judiciais decorrentes de danos que seu imóvel possa provocar em terceiros. Não se esqueça, também, de manter taxas e condomínio estritamente em dia. Se necessário contrate alguém para administrar o imóvel.
Tudo estando em ordem, basta agora usufruir de sua aquisição.